Moda Saúde Tendências

Máscara – a única tendência que importa

Nem todos os heróis usam capas, mas todos usam máscaras. Não, eu não estou falando de super-heróis da ficção, mas com certeza a maioria deles concordaria com essa afirmação. Em tempos de pandemia a máscara passou a fazer parte do nosso dia a dia. Se não como item de moda, pelo menos como item de bons modos. Afinal, a grande tendência de 2020 é cuidar da sua saúde e da segurança dos demais.

*Post em áudio disponível no final da página

Ressignificando a máscara

Antes da pandemia se você ouvisse a palavra máscara provavelmente não seria como item de proteção. No entretenimento a palavra remete a diferentes coisas e infinitas possibilidades. O Máskara é um personagem que ficou muito famoso ao ser interpretado por Jim Carrey. Tiazinha era a personagem mascarada que marcou o imaginário dos brasileiros nos anos noventa. As máscaras da Tragédia e da Comédia nos remetem ao teatro. Esse são alguns exemplos de máscara que você pensaria antes do Covid-19 aparecer no mundo e o significado dessa palavra ser alterado para sempre.

Minimalismo e máscaras

Com o comércio fechado ou parcialmente fechado em grande parte do país o apelo das lojas online aumentou. Apesar disso, faz sentido comprar roupas novas ou sapatos? Se você está trabalhando home office, não está tendo aulas presenciais ou tem qualquer outro motivo para seguir no isolamento social provavelmente sua resposta será não. Acabamos aderindo querendo ou não ao minimalismo – que nada mais é do que viver com menos, não acumular, desapegar do que não usa. Podemos pensar em minimalismo como consumo consciente. Nunca conseguimos ser tão conscientes sobre o que compramos e consumimos como em 2020. Reflita. Sua maneira de consumir não mudou com a pandemia? Se você tem Netflix, há um documentário chamado Minimalism que vale a pena para saber mais sobre esse tema.

Não importa o que você está vestindo, desde que você esteja usando máscara

A moda tornou-se quase imperceptível. O que você veste quando sai de casa já não importa mais, desde que esteja com o rosto coberto e protegido. Calças de moletom deixaram de ser vistas como desleixo, mas como uma forma confortável de se vestir – principalmente quando o ideal sempre que possível é ficar em casa. Na rua o cidadão de cara à mostra é motivo de cochichos e olhares tortos, não para menos – nada mais brega do que a indiferença.

Compre, faça, use

A única certeza que temos é que até a população ser vacinada e o coronavírus continuar circulando, a máscara é um acessório básico de vestimenta – quase um uniforme. Já existem diversos modelos no mercado, dos mais coloridos, aos mais discretos, dos simples aos grifados. O que não existe mais são as desculpas para não usar. Você encontra na internet vídeos, no YouTube, Instagram e até mesmo TikTok que ensinam como fazer uma sem gastar e sem precisar saber costurar, ou seja uma opção fácil e barata.

3 comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: