Entretenimento

Quase Famosos: 20 anos – and “It’s all happening”

Quase Famosos (Almost Famous) é uma “dramédia” escrita e dirigida por Cameron Crowe, lançada nos anos 2000, já o filme se passa nos anos 70 e conta a história de um garoto de 15 anos, William Miller, que sonha em ser jornalista de rock, e consegue a oportunidade de escrever para a Revista Rolling Stones. Para isso ele passa a acompanhar a turnê da banda Stillwater. Quase famosos é um mergulho nos anos 70: o rock n’roll, a estética e os figurinos maravilham os olhos e a trilha sonora completa essa experiência. Esse texto não tem intenção de dar spoiler, apenas de falar dessa obra que após vinte anos virou um clássico, e deixar quem não viu com vontade de ver, e quem já viu de assistir de novo – afinal, vale a pena.

As melhores coisas de Quase Famosos:

As Músicas

Se você já viu algum outro filme do roteirista e diretor Cameron Crowe não é surpresa alguma que a trilha sonora é ótima. A banda Stillwater de Quase Famosos foi inspirada nas bandas Led Zeppelin, Lynyrd Skynyrd e The Allman Brother Band, ou seja a banda é fictícia, mas tem grandes inspirações.

As três músicas de Stillwater foram compostas pela guitarrista da banda Heart, Nancy Wilson, também esposa de Crowe na época. Já os solos das músicas ficaram a cargo de ninguém menos que Mike McCready, guitarrista do Pearl Jam,

Nancy Wilson fez a seleção das músicas que fazem parte da trilha sonora do filme. David Bowie, The Who, Elton John são fazem parte da trilha. A banda Led Zeppelin autorizou o uso de uma música sua no filme, feito único até então no cinema, e a escolhida foi That’s the way.

Os Personagens de Quase Famosos

William Miller – O adolescente que tem como grande sonho ser jornalista de rock é interpretado por Patrick Fugit. Will foi inspirado no próprio diretor Cameron Crowe, que começou sua carreira ainda jovem escrevendo para a Rolling Stones. William é o personagem principal da trama, que sai do lar de uma mãe superprotetora para viajar em turnê com uma banda de rock. Descobertas são o ponto alto dele, que está conhecendo sua verdadeira personalidade e o mundo do rock de perto.

William Miller - Quase Famosos
William Miller

Lester Bangs – Esse personagem é o único personagem real do filme – Lester Bangs foi um crítico musical que trabalhou nas revistas Rolling Stones e Creem. Em Quase Famosos, Bangs é interpretado pelo saudoso Philip Seymour Hoffman, e o personagem funciona como um mentor de de Will, tendo como função falar duras verdades ao jovem escritor.

Lester Bangs - Quase Famosos
Lester Bangs

Penny Lane – Sem dúvida a personagem mais importante da história, ela é um elemento essencial na trama. Will se apaixona por Penny, que é apaixonada por Russell, guitarrista da Stillwater, e pelo rock n’roll. Penny é uma groupie que não se considera groupie, ela é leve, misteriosa e apaixonante. Kate Hudson é a atriz que dá vida à personagem, e é impossível imaginar qualquer outra fazendo esse papel. Um dos personagens mais icônicos de todos os filmes de rock já feitos.

Penny Lane - Quase Famosos
Penny Lane

Russell Hammond – O charmoso guitarrista de Stillwater é o integrante da banda com maior destaque na trama, pois é um grande desafio para Will conseguir uma entrevista com ele. Além disso, o conflito amoroso entre ele e Penny Lane são os pontos de maior tensão do enredo. Russell é aquele personagem que ora amamos, ora odiamos, e o ator Billy Crudup interpreta brilhantemente com uma aura rockstar.

Russell Hammond - Quase Famosos
Russell Hammond

Os outros personagens da trama, como os demais integrantes da banda, as groupies, a mãe e a irmã de Will também são muito bem executados, mesmo com menores participação na trama.

Os diálogos e as cenas

Os diálogos de Quase Famosos são muito bem construídos, espirituosos, fortes, engraçados, tão bons que você vai ver ou rever o filme e algumas frases certamente vão ficar na sua cabeça. Existem algumas cenas que são muito marcantes – mas nenhum supera a cena Tiny Dancer dentro do ônibus.

Espero que você tenha gostado do texto, se não viu ainda Quase Famosos, prepara a pipoca e vai assistir esse clássico dos anos 2000. Eu não vejo a hora de rever, afinal um bom filme sempre vale a pena ver de novo.

1 comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: